Marinha do Brasil participa do "Dia Marítimo Mundial Paralelo" no Panamá

A cidade do Panamá sediou, de 01 a 03 de outubro, o "Dia Marítimo Mundial Paralelo", evento promovido pela Organização Marítima Internacional (IMO). Na ocasião, também foram celebrados os 25 anos do Acordo de Viña del Mar e o centenário do registro panamenho de navios. A Marinha do Brasil participou da solenidade por meio da presença do Representante Permanente do Brasil na IMO, Almirante de Esquadra (RM1) Wilson Barbosa Guerra, e do representante da Autoridade Marítima Brasileira, Diretor de Portos e Costas, Vice-Almirante Wilson Pereira de Lima Filho.

O Presidente da República do Panamá, Sr. Juan Carlos Varela, ministros de estado, o Secretário Geral IMO, Sr. Kitack Lim e diversos representantes de Autoridades Marítimas das Américas, como Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, EUA, Honduras,  México, Peru, e Uruguai também prestigiaram a cerimônia.

Estabelecido pela IMO, o "Dia Marítimo Mundial Paralelo" ocorre desde 2005 em vários continentes para que seja enfatizada a importância do transporte marítimo, segurança da navegação e a preservação do meio ambiente. No continente americano, foi realizado pela primeira vez em 2007, em Salvador (BA).

Já o Acordo de Viña del Mar, desde 1992, se propõe a manter um sistema eficaz de inspeções, pelo estado do porto, em navios estrangeiros que visitam seus portos para garantir que sejam cumpridas as convenções internacionais, especialmente em termos de segurança e preservação do meio ambiente, de forma a evitar a presença de navios substandard. Na atualidade, o Acordo de Viña del Mar conta com quinze signatários, dentre eles o Brasil.

A outra data celebrada durante o "Dia Marítimo Mundial Paralelo" foi o centenário do registro panamenho de navios. Na atualidade, o Panamá é o país que possui o maior número de navios com sua bandeira, contando com mais de 8.000 navios registrados.